A Escola de Música Nossa Senhora do Cabo tem com o Ministério da Educação um Contrato de Patrocínio
Aviso de acordo com o Despacho nº 23057/09 de 20 de Outubro
Financiamento ao abrigo do Despacho 17932/08 de 03 de Junho e Despacho º 15897/09, de 13 de Julho

Rua dos Lusiadas, Nº4A  2795-127   | Linda-a-Velha | email:geral@emnsc.pt   | T: 214146 610 |F:  214 146 619

© 2015 by  Social Media Marketing Lisboa

Todos os direitos reservados

DISCIPLINAS DE CONJUNTO

Na EMNSC a frequência das classes de conjunto é uma ferramenta essencial para a aprendizagem da linguagem musical. A partilha dos conhecimentos e sensações em conjunto é das experiências mais enriquecedoras na música. A vasta oferta da EMNSC proporciona aos nossos alunos uma prática profissionalizante e um desenvolvimento da disciplina em grupo, fundamental para um crescimento saudável na área da música. As classes de conjunto são também uma das imagens de qualidade da escola, com variadas apresentações anuais, em salas de espetáculo de relevo.

CORO INFANTIL

direção artística

Carolina Gaspar

O Coro Infantil com direção artística de Carolina Gaspar  reúne alunos do 1º ao 4º ano de iniciação, promovendo não só a pratica coral como também explorando e desenvolvendo a sua expressividade, criatividade, teatralidade e movimento.

 

Participa e realiza diversos concertos, destacando-se a realização de "A Rua" e "A origem do BUM", em 2014 e 2015, respetivamente, tendo ambos os musicais sido estreados no grande auditório do CCB pelo coro infantil e ensemble instrumental.

MINI VIOLINOS

direção artística

Marilyn Brito

Com direção artística da professora Marilyn Brito, os Mini Violinos, foram criados a pensar nos jovens violinistas que estão a começar os seus estudos no instrumento. Esta classe pretende juntar os pequenos alunos de violino, de forma a iniciar uma formação no campo da música de conjunto fazendo com que estes possam adquirir  competências para as disciplinas instrumentais de conjunto futuras.

 

Esta classe pode funcionar durante todo o ano  - 45 minutos/semana ou em workshops por período letivo – 2 worshops por período de 90 minutos cada

Destina-se a alunos de violino do 1º ciclo

MINI GUITARRAS

direção artística

Miguel Vieira da Silva

As Mini Guitarras, com direção artística de Miguel Vieira da Silva, nasceram em 2006, por iniciativa do Prof. João Duarte. O repertório base do grupo é constituído pelo tronco comum das peças estudadas do 1ºano ao 4º ano de iniciação, com algumas variantes escolhidas anualmente.

O convívio entre os alunos de vários níveis no grupo, a audição das obras que virão a tocar e a noção de um percurso musical são aspetos estimulantes e de motivação para o estudo da música. Ao longo de quase 10 anos de existência as Mini Guitarras apresentaram-se em diversos palcos tais como o salão nobre da Câmara Municipal de Setúbal, O Auditório Ruy de Carvalho ou a Aula Magna.

As Vozes de Palmo e Meio com direção artística de Regina Mostardinha

Destina-se a alunos do 5º ao 7º ano.

 

 

VOZES DE PALMO E MEIO

direção artística

Regina Mostardinha

CORO ELEMENTAR

direção artística

Henrique Piloto e Regina Mostardinha

O Coro Elementar com direção artística de Henrique Piloto é uma classe de conjunto essencialmente vocal composta por alunos do 5º e 6ºs anos.

 

Trabalham-se aspetos diretamente relacionados com a afinação, técnica e qualidade vocal. Por ser maioritariamente composta por jovens que têm o primeiro contacto com a música, debruça-se na execução de repertórios a uma só voz no sentido de promover noções de afinação e musicalidade com o objetivo de adquirir competências de forma a integrar o Coro Juvenil.

ORFF

direção artística

Carolina Gaspar

O Orff com direção artística de Carolina Gaspar destina-se a alunos do 5º ao 7º ano.

 

Consiste na pratica instrumental de conjunto utilizando o instrumental ORFF (xilofones, metalofones, idiofones) para aprendizagem e desenvolvimento dos seus conhecimentos musicais.

ORQUESTRA DA CAPO

direção artística

Paula Fernandes

A Orquestra Da Capo com direção artística de Paula Fernandes tem como base os instrumentos de cordas e foi criada com o pressuposto de que a música de conjunto é comprovadamente um fator estimulante para a aprendizagem do instrumento e também facilitador de uma melhor integração da criança e dos jovens na sociedade. Deste modo é desenvolvido e estimulado o espírito de grupo onde a comparação e a competição não têm lugar.

Acreditando que todo o ser humano é dotado de uma inteligência musical, os alunos revelam o seu lado mais puro quando tocam o seu instrumento, ao mesmo tempo que o partilham com os outros colegas. 

 

O repertório desta orquestra é escolhido em função dos objetivos de cada ano letivo. As obras escolhidas abrangem os períodos barroco, clássico, romântico e contemporâneo. Por vezes é também apresentado repertório com solistas convidados, pertencendo à mesma faixa etária, de modo a alargar o espectro musical e integrar outros alunos de outras áreas de instrumento. Destina-se a alunos do 5º ao 7º ano.

 

ENSEMBLE DE SOPROS

direção artística

Henrique Piloto

O Ensemble de Sopros com direção artística de Henrique Piloto, tal como o próprio nome indica é um agrupamento sem uma formação pré-definida, constituído pelos instrumentos de sopro ensinados na escola. São requisitos mínimos para o ingresso, conhecimentos mínimos de leitura musical e domínio do instrumento visto ser destinado a alunos dos 5º ao 7º anos.

CORO JUVENIL

direção artística

Henrique Piloto e Teresita Marques

O Coro Juvenil com direção artística de Henrique Piloto e Teresita Marques é um coro polifónico destinado a alunos a partir do 7º ano.

 

Neste coro trabalham-se peças a quatro ou mais vozes e é com ele que a escola frequentemente se faz representar em atuações no exterior, nomeadamente no Festival de Música S.Roque em Lisboa e no Centro Cultural de Belém.

CORO DE CÂMARA

direção artística

Henrique Piloto

O Coro de Câmara com direção artística de Henrique Piloto caracteriza-se por ser um coro pequeno, constituído por alunos com uma grande facilidade de leitura e que executa repertório  maioritariamente à capella.

 

Tem como condição de ingresso um teste de leitura vocal à primeira vista sem acompanhamento instrumental. Destina-se a alunos do ensino secundário.

CORO FEMININO

Direção artística

Teresita Marques

O Coro Feminino com direção artística de Teresita Marques  tem como objetivo a aquisição de melhor conhecimento de técnica vocal e de incluir no seu repertório, obras de coro  de várias épocas "a cappella" exigindo uma maior capacidade de leitura musical.

Destina-se a alunos do ensino secundário.

ORQUESTRA MAIOR

direção artística

Henrique Piloto

A Orquestra Maior com direção artística de Henrique Piloto é um agrupamento que aborda e interpreta obras de maior dificuldade. Destina-se a alunos do terceiro ciclo e do ensino secundário. 

 

A Orquestra Maior tem-se apresentado no Festival de Música S.Roque em Lisboa e no Centro Cultural de Belém. Com esta orquestra a EMNSC tem realizado intercâmbios com outras escolas de música em Portugal e no estrangeiro.

ENSEMBLE DE GUITARRAS

direção artística

Carlos Gutkin

O Ensemble de Guitarras com direção artística de Carlos Gutkin  é um agrupamento de guitarras que tem como objetivo o desenvolvimento das capacidades técnicas e artísticas dos alunos, abordando um repertório de conjunto e familiarizando-se com as características e a problemática inerente ao ato de fazer música em grupo.

 

Desta classe, surgiram já, agrupamentos que seguiram a sua atividade artística no panorama musical português, como por exemplo, o Quarteto Syryab.

 

O Ensemble de Guitarras tem realizado numerosos concertos representando a EMNSC em diversas atividades e palcos - Casa da América Latina - e realizado intercâmbios escolares - Escola de Música de Lagos e Academia de Música e Belas Artes Luísa Tody. Destina-se a alunos do terceiro ciclo e do ensino secundário.

GRUPO DE PERCUSSÃO

direção artística

João Carlos Duarte

QUARTETO DE SAXOFONE

direção artística

Raimundo Semedo

ATELIÊ DE MÚSICA CONTEMPORÂNEA

direção artística

Pedro Figueiredo

ATELIÊ DE ÓPERA

direção artística

 

Joana Levy

O Ateliê de Ópera com direção artística de Joana Levy  foi criado, em 1997, com o intuito de despertar a mente e o corpo e destina-se aos alunos do Curso Complementar de Canto a partir do 10º Ano.

 

Ao longo do ano trabalham a voz em conjunto com o corpo e movimento, possibilitando mais facilmente uma postura correta, desbloqueio de tensões e respiração adequada.

 

Os alunos progridem mais rapidamente na sua formação vocal para além de estabelecerem entre si uma dinâmica de grupo imprescindível à formação de um músico. No final do ano letivo os alunos apresentam em público uma ópera.

 

Ao longo de quase 20 anos de existência o Atelier de Ópera apresentou mais de uma dezena de espetáculos onde a voz ocupa o papel principal.

O Ateliê de Música Contemporânea  com direção artística de Pedro Figueiredo  

Destina-se a alunos do ensino secundário.

O Quarteto de Saxofones com direção artística de  Raimundo Semedo

Destina-se a alunos do ensino secundário.

O Grupo de Percussão com direção artística de João Carlos Duarte  é um agrupamento instrumental que tem como objetivo melhorar as capacidades técnicas e cognitivas dos alunos, assim como a dinâmica de grupo.

 

Promove-se um ambiente de participação onde anualmente, os alunos escolhem o tema musical e o professor elabora os arranjos adaptados à natureza do grupo. As diferenças etárias entre os alunos promovem um ambiente de integração e facilitam a partilha de experiências musicais.

 

Devido à sua natureza tímbrica muito própria, o Grupo de Percussão da EMNSC toca sobretudo repertório dos sécs. XX e XXI.

 

Participou em espetáculos de diversa natureza, como na FNAC de Alfragide, no Festival de Percussão de Setúbal tendo já tocado em palcos como o Grande Auditório do ISCTE e o Grande Auditório do Centro Cultural de Belém.

 

Destina-se a alunos do terceiro ciclo e secundário, embora também possam ser integrados alunos do segundo ciclo.

OFICINA DE MÚSICA ANTIGA

direção artística

João Paulo Janeira

A Oficina de Música Antiga com direção artística de João Paulo Janeiro é um agrupamento instrumental e vocal que emerge das classes de conjunto dedicadas à Música Antiga e da classe de baixo contínuo da EMNSC, ambas orientadas pelo prof. João Janeiro.

 

Os objetivos centrais são o de desenvolver o interesse pela performance histórica, sendo proporcionado aos participantes uma abordagem prática das técnicas de execução da música até finais do século dezoito. Fundada no ano de 2000, a Oficina de Música Antiga participou já em espetáculos em vários contextos, designadamente, na Temporada de Música de São Roque, no Ciclo de concertos Jovens Intérpretes do Mosteiro dos Jerónimos, no Palácio da Independência, em Alcácer do Sal, Museu da Música, Seixal.

 

Para a concretização de alguns projetos conta com a colaboração do ateliê de ópera e também de outras classes da EMNSC. Destina-se a alunos do ensino secundário.