Joana Félix | Crescer com a Música

A Joana Félix, começou a estudar música com 5 anos, ainda no edifício antigo da escola de música, onde apenas tinha formação musical e coro. Estávamos em 1990, mas só 2 anos mais tarde escolheu o seu instrumento, o violino.

Lembra-se de terem ido para uma sala onde estavam todos os instrumentos da família das cordas e como era a mais pequena do grupo chamaram-na para fazer a comparação com o contrabaixo.

"Agora rio-me mas na altura não achei muita graça."

Recorda-se lindamente das primeiras aulas e ainda hoje, enquanto professora, utiliza estratégias e métodos que a Paula Fernandes lhe ensinou na altura. Conta-nos que nas primeiras audições estava super nervosa mas tinha lá amigos que a acalmavam.

Foi na EMNSC que fez os grande amigos.

"Os meus maiores amigos eram os da escola de música. O nosso "grupinho" ia sempre ao restaurante chinês, em Linda-a-velha depois das audições, curso ou concursos. Era o nosso ponto de encontro. Foram muitas as gargalhadas partilhadas entre todos."

Confessa, entre risos, que nunca foi a aluna mais estudiosa da classe, mas lá encontrou o seu método e a forma de conseguir conciliar as duas escolas. A ideia de ser violinista esteve sempre presente, mas foi no 11ºano de escolaridade que teve que tomar a grande decisão.

Como não existia curso profissional em Lisboa mudou-se para a Covilhã.

"Não foi fácil a adaptação, pois tive de deixar a minha família e amigos, mas foi por uma razão muito forte - O Sonho de ser violinista!"

A sua grande influência para entrar na música foi o seu avô materno que durante muitos anos tocou clarinete, violino e saxofone na conhecida "Orquestra Ferrer Trindade".

Conta-nos que o avô foi sempre o seu grande suporte assim como a"sua querida professora" de instrumento, que para além de a ensinar a tocar violino " ensinou-me a viver, " Isto é algo que hoje tenta passar aos alunos.

"A Paula esteve sempre presente nos bons e nos maus momentos e foi ela quem me aconselhou e me preparou para entrar na EPABI (Covilhã)."

Depois da EMNSC ingressou na Escola Profissional de Artes da Beira Interior (EPABI), na Covilhã onde estudou com o professor António Martelo e posteriormente Gian Marco Sanna. Quando concluiu o curso candidatou-se à Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco (ESART) onde concluiu a licenciatura na classe dos professores Augusto e Alexandra Trindade.

Entrou na mesma escola em mestrado e está neste momento a concluir o 2º ano de Mestrado em Ensino da Música onde estuda também com o professor António José Miranda.

Encontra-se a lecionar, desde 2010, na Escola de Música do Centro de Cultura Pedro Álvares Cabral em Belmonte, onde, confessa, é super feliz e ama o que faz.

Da escola de música as recordações são muitas e recorda o excelente ambiente entre professores, alunos e funcionários. Recebeu de todos uma preciosa ajuda no seu percurso e é com enorme orgulho que afirma que estudou na EMNSC.

"Gostava de referir alguns nomes que me marcaram nesse percurso importante e fundamental da minha vida: a professora Paula Fernandes, a professora Teresita Marques, o professor Henrique Piloto e Francisco Gunza (o Chico)."

Em Destaque
Notícias Recentes
Arquivo
Pesquisa por Tags
Siga-nos
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
A Escola de Música Nossa Senhora do Cabo tem com o Ministério da Educação um Contrato de Patrocínio
Aviso de acordo com o Despacho nº 23057/09 de 20 de Outubro
Financiamento ao abrigo do Despacho 17932/08 de 03 de Junho e Despacho º 15897/09, de 13 de Julho

Rua dos Lusiadas, Nº4A  2795-127   | Linda-a-Velha | email:geral@emnsc.pt   | T: 214146 610 |F:  214 146 619

© 2015 by  Social Media Marketing Lisboa

Todos os direitos reservados